Curso de redes sem fio (wireless) grátis

WI-FI é a abreviação de WIreless FIdelity (fidelidade sem-fio), é uma tecnologia de acesso rápido à internet (de 50 a 200 vezes mais veloz do que a antiga conexão discada). Os dados trafegam por ondas de rádio e, dessa forma, os cabos de computador não são necessários para se permanecer "online".

Como funciona?
Basta ter um equipamento que reconheça automaticamente a rede quando você estiver na área de alcance de um ponto de acesso ("hotspot"). Na maioria das vezes, é preciso digitar uma senha fornecida pelo estabelecimento.

Wi-Fi e Li-Fi: semelhanças e diferenças
As duas tecnologias são métodos de transmissão de dados por redes sem fio. A grande diferença está no fato de que o Wi-Fi opera em frequências de rádio, ou seja, transmite informações de forma análoga ao que rádios e TVs fazem há décadas. O Li-Fi também é um meio de comunicação por rede sem fio, mas sem o uso de ondas de rádio. Essa tecnologia usa luz visível (além de ultravioleta e infravermelho) para enviar e receber informações em um mesmo ambiente. Enquanto o Wi-Fi troca dados por meio de dispositivos e roteadores em um mesmo ambiente de rede, o Li-Fi estipula o uso de LEDs capazes não apenas de iluminar um espaço físico, mas também de transmitir informações piscando.

Li-Fi e suas vantagens
As grandes vantagens do Li-Fi estão relacionadas com a possibilidade de operar com taxas de transferências bem mais altas. Outro ponto positivo é a robustez do sinal de comunicação que não sofre interferência, ao contrário do Wi-Fi que pode ser perturbado em ambientes de altos níveis de radiação eletromagnética. Isso significa que redes Li-Fi podem ser ideais para usos em hospitais, aviões e outros ambientes em que radição eletromagnética está presente. Outro aspecto apontado como relevante para o Li-Fi está no potencial de segurança, já que, diferente do Wi-Fi, essas redes dificultam a invasão de hackers. Mais uma vantagem decisiva do Li-Fi, ao menos de acordo com estudos preliminares, está no potencial de velocidades muito mais altas do que a melhor das redes Wi-Fi. Há registros de alcance de 224 Gb/s (gigabits por segundo), enquanto os roteadores Wi-Fi estacionam nos 1.200 Mb/s – e apresentam enorme dificuldade para chegar nesse número.

Wi-Fi e suas vantagens
Pode parecer, então, que a tecnologia Wi-Fi está em vias de aposentadoria, dadas as vantagens do Li-Fi. Entretanto, esse não deve ser o caso: há vantagens no sistema de transmissão via rádio que podem compensar as falhas e limitações da rede via luz. A primeira e mais óbvia delas é que o sinal Wi-Fi pode atravessar paredes, ou seja, atinge áreas maiores. Redes Li-Fi não têm essa capacidade, embora cientistas afirmem que o sinal pode refletir em superfícies especiais para cobrir uma residência, por exemplo. Entretanto, isso ocorreria com alguma perda de velocidade. Outra vantagem do Wi-Fi está no fato de não precisar de luz visível. Isso porque é necessário deixar as lâmpadas ligadas o tempo todo para o Li-Fi funcionar – mesmo que a iluminação fique fraca. Além de tudo isso, o Li-Fi tem limitações em termos de área de cobertura – você não vai conseguir conectar uma residência toda com apenas uma lâmpada compatível. Além disso, o preço também deve ser um impeditivo. Em desenvolvimento, a tecnologia está longe de ter custos de pesquisa diminuídos pela alta escala de produção, que já é realidade em sistemas Wi-Fi há mais de uma década.

FONTE: https://glo.bo/2Fw0m07

Curso de redes sem fio (wireless) grátis
Curso de redes sem fio (wireless) grátis PT-II
Curso de redes sem fio (wireless) grátis PT-III
Curso de redes sem fio (wireless) grátis PT-IV

CONFIRA TAMBÉM:
1  2   3  4  5  6  7  8   9   10